Lazzo Matumbi – Voltando às Origens

O cantor baiano Lazzo Matumbi resgata a obra do compositor Ederaldo Gentil no show “Voltando às Origens”, que será apresentado nos dias 19 e 20 de fevereiro, sexta e sábado, às 20h30, no palco do Rubi. O repertório inclui canções de Ederaldo e parcerias do compositor com sambistas baianos, como Edil Pacheco e Walmir Lima.

Fazer um resgate afetivo e musical, do começo da juventude no bairro do Garcia, em Salvador, e continuar o trabalho Batuques do Coração, desenvolvido no carnaval, onde canta compositores antigos. A partir dessa ideia, surge a proposta do espetáculo “Voltando às Origens”, show em homenagem ao sambista Ederaldo Gentil e ao samba baiano.

No repertório, músicas que consagraram o compositor, que teve a honra de ser gravado por Alcione, Gilberto Gil, Elza Soares e Jair Rodrigues, dentre outros importantes nomes da cena nacional. Canções como “A Saudade Me Mata”, “O Ouro e a Madeira”, “Rose” e “Canto Livre de um Povo” serão entoadas pela voz forte, marcante e inconfundível de Lazzo.

Dono de uma performance vocal singular e cuidadoso com suas escolhas musicais, o show de Lazzo é garantia de diversão, emoção e refinamento. No show, Lazzo recebe o amigo e parceiro Tote Gira para uma participação especial.

História – Com 27 anos de carreira, o cantor e compositor Lazzo Matumbi é referência na música baiana. Nascido em Salvador, traça sua trajetória musical com poesia e lirismo, que se fundem para surgir um estilo próprio. Matumbi, que significa Pedra Sagrada, é como o artista se define e se impõe na cena musical. Composições como “Alegria da Cidade”, “Me Abraça e Me Beija” e “Do Jeito Que Seu Nego Gosta” provam que talento e sensibilidade precisam andar juntos.

Influenciado pelos tambores do candomblé de Mãe Menininha do Gantois e pelos sambas de roda, Lazzo apurou o seu faro musical e começou a compor aos 13 anos. De batuqueiro (espécie de percussionista primitivo que atua nos blocos de carnaval), Matumbi se torna puxador do mais importante bloco afro da Bahia, o Ilê Aiyê. Na década de 90, leva seu estilo para vários países ao aceitar o convite de Jimmy Cliff e realizar a abertura de 50 shows do jamaicano em vários pontos do planeta. E seguindo o fluxo normal das energias, o cantor parte para a carreira solo e conquista de uma vez por todas o seu espaço no enorme celeiro musical da Bahia.

Adepto de inovações e não temendo os desafios, cria em 2001 o bloco Coração Rastafári com a proposta de colocar no circuito oficial do carnaval de Salvador um bloco sem cordas, com segurança, onde todos podem participar independente de cor, raça e classe social.

Serviço

O quê: Lazzo Matumbi – Voltando às Origens
Quando: 19 e 20/02 (sexta e sábado)
Horário: 20h30
Onde: Café-Teatro Rubi – Sheraton da Bahia Hotel
Quanto: Couvert artístico = R$ 60,00

COMPRA
Bilheteria: Café Teatro Rubi – Sheraton da Bahia Hotel
Tel: (71) 3013-1011
2ª a sábado, das 14h às 19h (em dias de apresentação, até às 20h30)
Site: cafeteatrorubi.com.br
Call Center: (71) 2626-0032